Futuro do OpenSuse

No passado dia 22 de Novembro a Novell em comunicado (http://www.novell.com/news/press/novell-agrees-to-be-acquired-by-attachmate-corporation) anunciou a intenção da Attachmate adquirir a Novell por 2,2  milhões dólares. Nesse mesmo comunicado é também indicado a transferência de certos activos de propriedade intelectual para a CRTN Holdings LCC, um consórcio de empresas de tecnologia  organizado pela Microsoft.

O negócio ainda não está concluído, no entanto advinham-se tempos atribulados na comunidade opensource caso o negócio se venha a concretizar.

Caso queiram aprofundar mais sobre este assunto consultem este artigo: LinuxMag

Limpeza do directório /tmp

Como vocês sabem a directoria /tmp é uma directoria de ficheiro temporários. Existem algumas distribuições que efectuam a limpeza automática após cada boot, no entanto existem outras em que isso não acontece.

No entanto vocês poderão automatizar esta limpeza no vosso sistema ou então executá-la manualmente. Para isso vamos instalar primeiro o tmpwatch, caso ainda não tenha sido instalado.
Read More “Limpeza do directório /tmp”

buck-security

Hoje trago-vos mais uma vez uma ferramenta que vos irá ajudar a manter o vosso sistema um pouco mais seguro.

O buck-security permite-vos efectuar um conjunto de verificações de segurança para Linux. Foi idealizado para sistemas Debian e Ubuntu, mas funciona em qualquer outra distribuição.

Funcionalidades:

  • Procurar arquivos worldwriteable
  • Procurando diretórios worldwriteable
  • Pesquisa de programas onde o setuid se encontra definido
  • Pesquisa de programas onde o setgid se encontra  definido
  • Verifica a umask
  • Verifica se o bit sticky está colocado no / tmp
  • Procura supersusers
  • Verificação das políticas de firewall
  • Verificar se o sshd está seguro
  • Cria e verifica checksums dos programas do sistema
  • Procura pacotes de ferramentas de ataque instaladas

Read More “buck-security”

Incollector

incollector

Por vezes temos necessidade de apontar um número de série, apontar um endereço (e que não queiramos guardar nos favoritos),  guardar algumas linhas de código para mais tarde utilizar ou apenas guardar uma frase que gostámos.  O que por muitas vezes fazemos é, abrir um editor de texto e guardar essa informação, ou então aqueles que usam o Outlook/Thunderbird/Evolution/etc guardam nas notas, mas nem todos usam este tipo de aplicações.

E se pudessem ter uma aplicação que pudesse guardar todo o tipo de informação? Read More “Incollector”

Xmind

XMind – Social Brainstorming and Mindmapping

Quando inúmeros ideias e a pensamentos nos passam pela cabeça é conveniente efectuar um bom mapa mental de forma a organizar toda essa informação.

O que fazemos inúmeras vezes é fazer estes “mindmaps” manualmente, mas se o nosso talento para o desenho não for bom pode sair uma grande confusão.

Confuse MindMap

O que sugiro é uma aplicação open-source chamada XMind que nos permite criar mapas mentais e diagramas de diversos tipos.

Homepage

Win: Download

Debian/Ubuntu: Download

MAC: Download

Portable: Download

Free Linux E-Books

Hoje vou deixar-vos aqui alguns E-Books gratuitos de Linux e  de aplicativos para Linux.

A Byte of Vim

Linux 101 Hacks

Ubuntu Pocket Guide and Reference

The Easiest Linux Guide You’ll Ever Read – An Introduction to Linux for Windows users

Linux Starter Pack

Producing Open Source Software

Grokking the GIMP

Advanced Linux Programming

Advanced Bash-Scripting Guide

Bash Guide for Beginners

Introduction to Linux – A Hands on Guide

GNU/Linux Command−Line Tools Summary

The Linux System Administrator’s Guide

Pocket Linux Guide


Spotify in OpenSuse 11.2

Esta semana saiu a nova versão do OpenSuse,a 11.2 e aproveitei para fazer uma limpeza ao meu portátil e instalá-la.  E como tal tive de instalar novamente o Spotify 🙂

Este post irá ajudar-vos a instalar o Spotify no OpenSuse. Então vamos lá!

Primeiro temos que instalar o Wine, para isso vamos ao  Yast escrevemos o nome do package a procurar, neste caso wine. Também poderão instalar através da linha de comandos usando o comando:

sudo zypper install wine

yaswinewineshell

De seguida é necessário ir à página do Spotify e fazer o download da aplicação.

Vamos então passar à  instalação do Spotify. Cliquem com o botao direito do rato sobre o Spotify Installer.exe e escolham a opção Open With Other Application. Na nova janela que surgir cliquem onde diz Use a custom command e escrevam

wine 

e finalmente Open. De seguida instalem normalmente aplicação.
wineopenopenwithspotifyinstall

Por fim é só introduzirem as vossas credenciais e começarem ouvir as vossas músicas favoritas no Spotify 🙂

SpotifyScreenshot-Spotify - Gang Of Four – To Hell With Poverty

OpenSource vs Proprietário

opensource vs proprietary

OpenSource vs Proprietário  não é um tema novo, muito pelo contrário… No entanto decidi referir este tema pelo facto de uma recente discusão que tive sobre o software opensource.

Vamos para um exemplo em concreto,  a utilização do OpenOffice em vez do Microsoft Office nas empresas.  Muitos referem que a utilização do OpenOffice nas empresas irá ter custos de produtividade para estas, visto que os utilizadores não estão habituados a trabalhar com o programa e como tal irão perder mais tempo a realizar determinadas tarefas.

Concordo em parte com este ponto. Efectivamente existem algumas tarefas que poderão levar mais algum tempo a serem realizadas as primeiras vezes para utilizadores que nunca usaram o OpenOffice, mas também é verdade que com a experiência irão cada vez mais rapido as desempenhar.

Mas para aqueles dizem:

“os utilizadores comuns nas empresas tem dificuldades a adaptar-se e não conseguem aprender com a experiência!”

Vejamos o seguinte exemplo:

  • numa empresa com 20 postos de trabalho e caso optasse pelo Microsoft Office teria de comprar 20 licenças. Dentro desta suite de produtividade temos várias versões (Ver lista). Mas para facilitar as coisas e  tornar mais barato, vamos supor que a empresa iria comprar 10 novos computadores (não vamos entrar aqui na parte do sistema operativo para não alongar) e com a versão OEM do Microsoft Office Basic (Word/Excel/Outlook).
  • A versão OEM do Microsoft Office Basic está entre os € 186,08 e €201,90.
    Produto Qt Preço/Un.
    Microsoft Office Basic OEM 20 186,08 EUR
    TOTAL 3.721,60 EUR

Como podem ver em apenas 20 licenças são 3.721,60 euros. Se optassem pelo OpenOffice teriam poupado este valor todo e para a questão “Os utilizadores comuns nas empresas tem dificuldades a adaptar-se e não conseguem aprender com a experiência!” que tal apostar numa formação? Desta forma os utilizadores iriam aprender  a trabalhar com o OpenOffice e relativamente ao preço existem inúmeras empresas de formação que fazem pacotes de formação especiais a  empresas e com certeza ficaria mais barato que o valor de licenciamento.

E outra coisa, se todos nós tivessemos  a mentalidade do, “Não vou mudar porque já sei trabalhar com outro programa”. Ou “Isso é muito difícil!” nunca se evoluía e nem novos softwares apareciam no mercado pois era certo que ninguem iria utilizar.